Leia também!

Jogar Tetris bloqueia flashbacks de memórias ruins, diz estudo

Jogar Tetris ajuda a bloquear flashbacks de memórias ruins, de acordo com um estudo da Universidade de Cambridge, no Reino Unido. Os pesquisadores acreditam que o jogo pode ser um meio simples, porém importante para evitar o desenvolvimento da síndrome do estresse pós-traumático, uma doença comum...

Ler Notícia Completa

Microsoft lança plataforma para promover o uso de Minecraft como ferramenta de educação

Minecraft é um game de criação que não para de surpreender com as funções cada vez mais inusitadas que encontram para o game e, se o jogo já está sendo usado até para fazer "pixel art", por que não levá-lo para as escolas? Educadores como Sara Kaviar já estão usando o game como uma ferramenta pa...

Ler Notícia Completa

Professor brasileiro é premiado em programa para educadores da Microsoft

Um professor brasileiro Francisco Tupy foi premiado pelo programa Educator Exchange, promovido pela Microsoft e realizado em Seatle (EUA) no último mês. O evento reuniu educadores de todo o mundo com o objetivo de promover o uso da tecnologia na didática das escolas. O projeto do brasileiro pas...

Ler Notícia Completa

Notícia - Falando Sério

Educação: Os games podem auxiliar no desenvolvimento das crianças

Se utilizados com moderação, os jogos eletrônicos causam impactos positivos para o crescimento dos pequenos.

Aprender jogando

As brincadeiras colaboram para um crescimento saudável da criança, mas quando o assunto é videogames os especialistas se dividem, deixando os pais com muitas dúvidas. Permitir ou não os jogos eletrônicos na rotina dos filhos?

Pode-se dizer que os games auxiliam no desenvolvimento de funções importantes do cérebro, como o raciocínio lógico, a tomada de decisões e a estratégia, por exemplo. Se os jogos forem incluídos em horários estipulados e com linguagem própria para cada faixa etária, o momento não será apenas de diversão – mas também de aprendizado.

“Existem empresas que estudam a fundo essas questões, e normalmente conseguem entregar produtos que ajudam e muito a formação de uma criança, desde suas capacidades intelectuais até conceitos como ética e cidadania”, diz Mitikazu Lisboa, CEO da Hive Digital Media, empresa desenvolvedora de games.

Regras e horários

Para muitos pais é difícil estipular uma idade adequada para o primeiro contato com os jogos eletrônicos. “É importante reconhecer que a nova geração já vive em um ambiente tecnológico, onde as informações e os estímulos são mais intensos que as gerações anteriores”, comenta Paulo Henrique Ferreira, assessor pedagógico do Sistema Maxi de Ensino.

No entanto, os pais devem decidir o quanto a criança é exposta a esse tipo de brincadeira, a fim de não comprometer o seu desenvolvimento físico e cognitivo. “Os pais podem estipular dias e horários para seus filhos usarem os jogos eletrônicos. Assim, a criança não perde o interesse em se relacionar com outras crianças”, opina Viviane Buhrer Pereira, psicóloga e coordenadora pedagógica do colégio Liceu Santa Cruz.

Como deixar os games participarem do dia a dia da criança

Já vimos que proibir o seu filho de jogar não é a melhor solução. O ideal é o monitoramento constante dos pais para esse momento de diversão ser saudável. Existem algumas dicas importantes que você deve seguir:

  1. Veja a classificação etária do jogo antes de comprar;
  2. Jogue antes para ter uma percepção do game. Será mais fácil para você avaliar se o jogo é adequado para o seu filho;
  3. Determine o horário de jogar junto ao seu filho. Isso vai ajudar a respeitar o momento de iniciar uma nova atividade;
  4. A família pode jogar junto. Esse momento é de descontração e intensifica o desenvolvimento da criança, além de aproximá-la dos pais.


Compartilhe essa notícia

Educação: Os games podem auxiliar no desenvolvimento das crianças

Se utilizados com moderação, os jogos eletrônicos causam impactos positivos para o crescimento dos pequenos. Aprender jogando As brincadeiras colaboram para um crescimento saudável da criança, mas quando o assunto é vi...[clique e leia na íntegra]