3

Leia também!

Nintendo está preparando um sistema de conquistas para o Switch

Durante um bom tempo eu fui um grande defensor das conquistas nos games. Não que eu tenha deixado de os apoiar, principalmente por achar que podem aumentar bastante a vida útil dos títulos para algumas pessoas, mas a verdade é que se antes eu tentava explorar mais o sistema, hoje raramente procu...

Ler Notícia Completa

Street Fighter 2 será relançado para o Super Nintendo em edição comemorativa

A Capcom decidiu entrar na onda retrô que vem se espalhando pelo mercado de videogames e relançou "Street Fighter II" para Super Nintendo. O anúncio marca o aniversário de 30 anos do título, mas também serviu para dar o pontapé inicial em uma coleção de relançamentos tocada em parceria com a Re...

Ler Notícia Completa

Nintendo encerrará sua rede social

A Nintendo anunciou que fechará as portas da sua rede social, a Miiverse, no dia 8 de novembro. O serviço foi lançado junto com o Wii U e possibilitava uma integração dos posts com alguns jogos tanto para aquele console quanto para o 3DS, mas o Switch, lançado neste ano, não oferece suporte. Se...

Ler Notícia Completa

Notícia da Web

R$ 8,5 milhões: esse é o salário de Faker, a maior estrela do League of Legends

Lee “Faker” Sang-hyeok é a maior lenda entre os fãs de League of Legends. Tricampeão mundial pela equipe SK Telecom T1, o sul-coreano inspira respeito na comunidade e admiração nos oponentes. Com a vitória do jogador no Mundial de 2016 e o fim da temporada oficial da Riot Games neste ano, a organização agilizou uma nova oferta irresistível para a grande celebridade não sair do time — algo que foi divulgado nessa semana como o “melhor contrato da história dos eSports”. Os valores, no entanto, vazaram pelo site local naver e traduzidos pelo PVP Live.

O contrato divulgado de Faker com a SK Telecom T1 para 2017 aponta um salário de nada menos que US$ 2,5 milhões por ano ao jogador (cerca de R$ 8,5 milhões em uma conversão direta). E esta, por incrível que pareça, é só uma das fontes de renda do sul-coreano, visto que o contrato também detalha que a estrela também tem direito aos seguintes benefícios:

  • Premiação integral pelas competições vencidas por ele e sua equipe — segundo o eSports Earnings, o sul-coreano faturou sozinho US$ 418 mil (cerca de R$ 1,4 milhões) só com os campeonatos de 2016;
  • Divisão de lucros com a Riot Games, recebendo parte do valor arrecadado nas skins oficiais do jogador e da sua equipe dentro do League of Legends — pela vitória em três campeonatos mundiais, Faker tem três dedicatórias a ele na loja do jogo;
  • Faturamento por patrocínios pessoais.

Os valores não foram confirmados oficialmente pela SK Telecom T1 ou pelo jogador. Faker estreou em 2013 pela SKT e é apontado pela comunidade, pelos jogadores profissionais e por especialistas do jogo como um dos melhores — senão o melhor — competidores atuais de League of Legends. Dos quatro campeonatos mundiais que participou, o sul-coreano levou três, um recorde que só é compartilhado pelo seu ex-companheiro de equipe Bae "bengi" Seong-ung.

O cenário sul-coreano de League of Legends é conhecido por exportar os melhores talentos para outras regiões do mundo. A China, que também conta com ligas profissionais e investimentos de grandes companhias, é um dos destinos frequentes desses jogadores por conta de contratos saborosos. A investida milionária da SK Telecom T1, dessa forma, visa justamente evitar que isso aconteça.


Compartilhe essa notícia

Mostre que você está vivo! Comente e interaja com outros gamers!

R$ 8,5 milhões: esse é o salário de Faker, a maior estrela do League of Legends

Lee “Faker” Sang-hyeok é a maior lenda entre os fãs de  League of Legends . Tricampeão mundial pela equipe SK Telecom T1, o sul-coreano inspira respeito na comunidade e admiração nos oponentes. Com a vitória do jogador...[clique e leia na íntegra]