Falando Sério

"Sem os games não estaria onde estou hoje", diz Mark Zuckerberg

Para Mark Zuckerberg, jogar video-games foi um fator decisivo para sua carreira de sucesso. A revelação surgiu após o empresário ter sido questionado via Facebook se ele permitiria que seus filhos jogassem "Minecraft" em realidade virtual. Em seu perfil na rede social, o CEO do Facebook publicou...

Ler notícia completa

Colégio em Americana usa games para ensinar História

Procurando aplicar formas mais inovadoras de ensinar estudantes, a professora de História do Colégio Objetivo em Americana (SP), Marili Bassini, propôs um projeto diferente: Usar o conteúdo histórico presente em certos games para aprender mais sobre períodos como a Revolução Francesa e a Segunda...

Ler notícia completa

Está liberado: pesquisa mostra que vídeo game é benéfico para crianças

Os videogames são uma das atividades favoritas das crianças, mas os seus efeitos sobre a saúde muitas vezes são vistos como algo negativa. No entanto, um estudo realizado pela Universidade de Columbia revela que crianças podem se beneficiar dos jogos eletrônicos. Os pesquisadores, que avaliaram...

Ler notícia completa

Aluno se expressa melhor em "Minecraft", diz professor que usa jogo em aula

Para o professor Francisco Tupy, "Minecraft" pode entrar nas salas de aula para permitir que alunos expressem suas individualidades. Em palestra ministrada nesta quinta-feira (28) durante a Campus Party, em São Paulo, o professor do Colégio Visconde de Porto Seguro falou sobre como o game de con...

Ler notícia completa

Sonho: escola pública da Noruega anuncia aula de eSports para ensino médio

É bem possível que haja fila para a matrícula na escola pública de ensino médio Garnes Vidaregåande Skole, na Noruega. Isso porque, a partir de agosto de 2016, os estudantes de lá agora terão a opção de entrar em uma disciplina de e-sports. A aula é optativa e coloca a especialização em games co...

Ler notícia completa

Minecraft está chegando nas Escolas do Brasil!

O portal Minecraft in Education (Minecraft na Educação, em tradução livre), lançado nesta semana pela Microsoft, chega com uma meta ousada: unir professores de todo mundo em torno do famoso game de construção. O site quer mostrar como docentes estão usando o popular game do estúdio Mojang em sala...

Ler notícia completa
1
2
3
10

Você sabia?

A partida mais longa do clássico Space Invaders durou incríveis 38 horas e 32 minutos e esta façanha foi conseguida por um jogador de apenas 12 anos! O jogo, claro, podia ser pausado para alimentação e descanso, mas ainda assim o recorde, estabelecido no dia 02/09/1980, ainda não foi quebrado. Saiba mais.

Considerando todas as adaptações de jogos de videogame para o cinema, a mais bem sucedida foi Lara Croft: Tomb Raider, lançado em 2001 e que faturou 274 milhões de dólares. Ele foi dirigido por Simon West e estrelado pela bela Angelina Jolie.

Até a primeira metade dos anos 90 era bastante comum que as trilhas sonoras dos games fossem criadas por mulheres e a responsável pelas músicas do clássico Street Fighter 2 foi Yoko Shimomura. Segundo ela, o ritmo "Tararirarin" da música tema do personagem Blanka, do Brasil, veio à sua cabeça enquanto ela estava no trem a caminho da Capcom.

Street Fighter 2, lançado para o Super Nintendo no início dos anos 90, foi o principal responsável pelo aumento nas vendas deste console. Graças ao sucesso do título nos Arcades e à perfeita adaptação ao console, muitos consumidores adquiriram o SNES para jogarem o título em casa. Saiba mais.

A primeira versão do clássico Mega Man, para Nintendo 8 bits, tem seu recorde de pontos estabelecido em 03/11/2006, por David Archey, que cravou 2.396.700 pontos, terminando o jogo.

O épico jogo River Raid, do Atari, foi desenhado e boa parte de sua programação foi feita por uma mulher: Carol Shaw, uma excelente programadora e funcionária da Activision em 1982. Saiba mais sobre a história deste incrível jogo, aqui.

A empresa Universal City Studios, detentora dos direitos autorais do King Kong, processou a Nintendo logo após o lançamento de Donkey Kong, pois segundo ela, o game violava os seus direitos. Ela venceu o processo e recebeu da Nintendo uma indenização de quase 2 milhões de dólares.