Leia também!

Anúncios pornográficos eram exibidos em jogos infantis da Google Play Store devido a um bug

Um app malicioso foi responsável por fazer com que cerca de 60 jogos publicados na Google Play Store veiculassem anúncios pornográficos. Entre os aplicativos estão games infantis e títulos baixados mais um milhão de vezes na loja online da Google. O problema foi flagrado pela empresa de seguran...

Ler notícia completa

Desenvolvedores de games cancelam prêmio de fundador da Atari após acusações de assédio

Nolan Bushnell fala abertamente sobre reuniões que empresa realizava em banheiras e outros comportamentos inapropriados com mulheres. Ele 'aplaude' decisão. Os organizadores da Conferência dos Desenvolvedores de Games (GDC, na sigla original) anunciaram nesta quarta-feira (31) a decisão de cance...

Ler notícia completa

Sim, jogadores profissionais de games podem ter carteira assinada.

Com a profissionalização dos jogadores de games, quem escolhe viver da habilidade no mouse, teclado ou joystick tem direito a carteira assinada e aos benefícios de atletas e de outros profissionais? Sim. É o que pensam advogados especializados em direito desportivo que estavam na Campus Party 20...

Ler notícia completa

Notícia da Web

Conheça o Stadia: a incrível plataforma de streaming de games do Google

O Google deu o pontapé inicial para o que espera ser o futuro dos videogames: consoles e hardware em geral ficam em segundo plano, e os games rodam em qualquer dispositivo via streaming. A plataforma Stadia promete levar jogos para notebooks, TVs, celulares e muito mais.

O projeto do Google segue um caminho que vem sendo buscado pela indústria: em vez de jogos que rodam localmente em aparelhos caros, como os consoles mais avançados do momento, a distribuição dos games é feita pela internet, com eles rodando em um servidor externo e sendo transmitidos para o dispositivo do jogador. Microsoft, Sony, Amazon e outras empresas também trabalham com essa tecnologia.

O que é o Stadia?

Um serviço de streaming de jogos, ele funciona de maneira bem parecida com Netflix: usuários selecionam um game e começam a jogar quase que imediatamente, sem necessidade de download de arquivos enormes, e dependendo apenas da conexão com a internet.

Para o jogador, significa curtir jogos em qualquer lugar. Mas não são jogos simples. O Stadia conta com potência até superior ao Xbox One X, o console mais poderoso da atualidade. De acordo com o Google, a nova plataforma atinge 10,7 teraflops, enquanto o dispositivo da Microsoft atinge 6 teraflops.

Assim, a ideia do Google é oferecer os games mais avançados da atualidade em qualquer lugar, e, mais do que isso, oferecer ainda mais potência para desenvolvedores explorarem. O Google diz que, no lançamento, o Stadia é capaz de rodar jogos em 4k e 60 fps, com a promessa de atingir resolução 8K e 120 fps no futuro.

O que é preciso para rodar o Stadia?

Um dispositivo com conexão à internet - não precisa ser nada muito potente. Celulares, tablets, notebooks e TVs rodam os games independentemente da configuração - afinal de contas, todo o processamento é feito nos servidores do Google. Assim, tudo o que é preciso é uma conexão com a internet.

O problema é ter uma conexão confiável - streaming de jogos é algo mais complexo do que de filmes ou música, por exemplo, e exige muito mais da internet. Assim, se por um lado o Stadia "libera" o jogador do hardware, ele só funciona em algumas situações bem difíceis de se encontrar por aí - não é nada fácil ter uma conexão confiável o suficiente com a internet para isso.

Stadia Controller

Stadia

Para acompanhar a plataforma de streaming, o Google vai lançar também um controle para o Stadia. O acessório conta com um microfoneo, botão dedicado ao Google Assistente, Wi-Fi e também um atalho para compartilhar conteúdo no YouTube.

Caso você prefira por não comprar o controle especial, o Stadia deve funcionar com modelos encontrados atualmente, como o DualShock 4 do PlayStation 4 e o controle do Xbox One.

Integração com o YouTube

Como é de se esperar, o Google vai integrar o popular serviço de vídeos YouTube, bastante usado por gamers, à sua nova plataforma de streaming. Além de facilitar o compartilhamento de conteúdo para a plataforma de vídeos, o Stadia consegue fazer outras coisas quando ligado ao YouTube.

Uma das possibilidades demonstradas pelo Google é de iniciar um jogo a partir de um vídeo do YouTube. Um usuário, ao assistir ao trailer de "Assassin's Creed Odyssey", por exemplo, vai encontrar um botão para começar a jogar - em segundos, ele vai se encontrar no mundo do game da Ubisoft.

Com um recurso chamado Crowd Play, jogadores vão poder participar de partidas junto com criadores de conteúdo - um botão na tela indica que o youtuber em questão quer auxílio dos espectadores. E um chamado State Share permite compartilhar.

E os jogos? Data de lançamento?

O Google diz que mais de 100 estúdios já se comprometeram com o desenvolvimentos de games para o Stadia e até criou um novo grupo interno para cuidar disso: comandado pela ex-Ubisoft, EA e Sony Jade Raymond, o Stadia Games and Entertainment deve desenvolver títulos exclusivos para a plataforma. Até agora, nenhum foi anunciado.

Apesar disso, temos alguns nomes confirmados. "Assassins Creed Odyssey", que foi usado durante os testes da plataforma no fim do ano passado, será um dos oferecidos já no lançamento. "Doom Eternal", da Bethesda, chegará também ao serviço do Google no futuro - não há data de lançamento para ele.

O Stadia vai começar a funcionar ainda em 2019. O Google promete dar mais detalhes sobre a plataforma durante os próximos meses, contando games disponíveis no lançamento e também o preço cobrado pelo serviço.

 


Compartilhe essa notícia

Conheça o Stadia: a incrível plataforma de streaming de games do Google

O Google deu o pontapé inicial para o que espera ser o futuro dos videogames: consoles e hardware em geral ficam em segundo plano, e os games rodam em qualquer dispositivo  via streaming . A plataforma Stadia promete levar jogos para notebooks, TVs, celulares e mui...[clique e leia na íntegra]